Como ganhar massa muscular de forma natural

Como ganhar massa muscular de forma natural

Estamos fartos de ver e ler como muitos transformam o seu corpo à base de produtos extra de duvidosa procedência. Muito Se fala sobre os ciclos, furos e medicação extra-oficial que torce para o músculo com conseqüências nada recomendáveis.


Para alguns, aumentar a massa muscular lhes supõe um sacrifício brutal, já que essa facilidade não lhes é dada pela sua genética natural. Este é o caso da maioria, no entanto, existem algumas diretrizes que, a longo prazo funcionam construindo uma massa muscular sólida.


É claro que tem que ter paciência e dar-lhe cana a dois fatores básicos: a nutrição e o treinamento.


AUMENTO DE CARGAS


Adicionar mais peso às sessões de força é um básico de toda a vida. Mas é verdade que a progressão tem que ser gradual, sem querer começar a casa pelo telhado.


Quando levamos muito tempo com a mesma rotina (o que significa mesmas cargas) ocorre o que é chamado de fase de estagnação, é aqui que, quando o músculo já está confortável e acostumado a um levantamento concreto de peso; devemos dar-lhe um pontinho a mais, se nosso objetivo é aumentar o volume e dar forma a tudo o que já conseguimos.


EXERCÍCIOS MULTIARTICULARES


Mas sempre há que partir de um estado físico trabalhado e adaptado ao esporte, o Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM), considera-se que o treino de força deve incluir exercícios monoarticulares como multiarticulares.


Estes primeiros implicam, como o seu nome indica, uma única articulação. Muita concentração e envolvimento com a consciência corporal. Aqui activaríamos nossa musculação reforzándola. O que poderíamos designar como um bom primeiro caso.


Bem, o segundo passo seria ganhar força, o tamanho e o volume dos músculos envolvidos. Isso se consegue fazendo exercícios multiarticulares (falamos de agachamento, peso morto…) aqui se envolvem muitos mais músculos e os movimentos são fortes, explosivos e com mais carga.


Também se reduz o número de repetições dando tudo o que podemos em poucas, mas muito bem feitas. Se você deixar a alma, mas funciona para conseguir o nosso objectivo.

SupinoGetty ImagesPublicidad – Continue lendo abaixo

HORMÔNIO DE CRESCIMENTO


Ele parece com o que lhe pinchaban ao baixo/para a classe para que estivesse literalmente à altura de seus colegas do curso.


Esta hormona, presente no corpo, tem a função de preservar ou aumentar a massa muscular, manter a gordura corporal baixa, melhorar a circulação, fortalecimento dos ossos, controlar os níveis de colesterol e proteger contra os fatores do envelhecimento.


Claro que se pode obter de forma externa, mas a intenção é aumentar a nossa própria, sem aditivos químicos de forma natural e segura.


Uma lista para seguir… dormir 7-8 horas para deixar que os músculos se regenerando, ter um fígado limpo e saudável, proteínas de qualidade no jantar, tomar carboidratos de baixo índice glicêmico (optar pelo integral), evitar o açúcar, especialmente depois de treinar e fazer exercícios de intensidades altas (tipo HIIT).


TOMAR MAIS PROTEÍNA


O ideal para isso é ingerir entre 1,2 e 2 g por quilo de peso. Você tem várias opções, e fazê-lo através da nutrição, mas aqui é possível que, para chegar a esse nível de ingestão de proteína pura, tem que hincharte a comer, e o melhor, não te apetece.


Você também pode fazê-lo como um suplemento e aqui a coisa é muito variada. Porque se você não gosta da idéia de tornar pó animal, as proteínas vegetais (ervilha) estão dando muito o que falar para o bem no mercado dos suplementos. Têm sabores frescos, como o chocolate, baunilha, morango… E digerem muito melhor do que a animal.